Carreira Coaching Empreendedorismo Gestão de pessoas

Você se considera um profissional engajado?

Engajamento está diretamente ligado à motivação. Engajamento não se compra. Pois, quando é necessário um padrão de responsabilidades, a motivação não se limita à compensação financeira, ela existe ou não, dentro do indivíduo. O que as empresas esperam nos dias de hoje, é exatamente este perfil, pessoas que assumam as dificuldades e consigam ultrapassá-las, que sejam ativas, que procurem a melhoria no seu trabalho, diminuindo gastos e maximizando lucros. Pessoas engajadas entendem seu papel no cumprimento de metas e por isso dão valor ao seu trabalho, garantindo uma contribuição produtiva todos os dias e sendo capazes de inovar. Estes profissionais apontam os problemas e mostram as soluções. Até porque apontar as falhas é até fácil, já identificar e mostrar saídas nem tanto. É aí que se percebe o nível de distinção, se o profissional opta por alcançar patamares mais elevados ou prefere permanecer na zona de conforto até que a empresa opte por mudanças.

Quem sai beneficiado por ter profissionais engajados não é somente a organização, pois, o engajamento está diretamente relacionado ao marketing pessoal. Além de mostrar competência e profissionalismo, ele abre caminhos para futuras oportunidades. Aqueles que vestem a camisa da empresa só têm a ganhar, não apenas financeiramente falando, mas adquirem conhecimento, prestígio, além de serem os alvos no momento de uma promoção. Deve-se ter em mente que o sucesso de uma empresa, ou até mesmo o resultado satisfatório de um projeto, vai muito além da propaganda, do uso de modernos equipamentos ou da busca de altos investimentos financeiros.

Empreendedores pontuam que uma equipe comprometida com os desafios, é fundamental para atingir desde as metas mais simples até grandes negócios. Por outro lado, existem funcionários que não estão comprometidos com o trabalho. Esta falta de engajamento nem sempre é percebida, mas ela compromete o desempenho de toda a organização. Pode acontecer em qualquer corporação, por mais motivada que a equipe possa ser, um ou outro integrante pode não estar realmente vestindo a camisa do grupo. Ele consegue cumprir as metas, realizar as tarefas solicitadas, ser um funcionário aparentemente dedicado e satisfeito com o trabalho.  No entanto, falamos de alguém que não indicaria a empresa para ninguém e está disposto a mudar de emprego assim que surgir uma oportunidade um pouco melhor.

O traço principal do comportamento é a falta de interesse e de compromisso, de modo que o colaborador faça não mais do que lhe é solicitado, tornando-se algumas vezes improdutivo e contaminando o ambiente de trabalho com seu espírito negativo. O que mais falta é doação.

Outra questão que deve ser pontuada são as ausências frequentes, o que caracteriza fortemente o perfil do colaborador não engajado. Tudo é motivo para faltar ao trabalho, como uma simples dor de cabeça, o mau tempo, uma intoxicação alimentar, sair mais cedo, chegar atrasado, tudo para fugir daquele ambiente que não mais lhe satisfaz. É sabido que, algumas vezes, ocorrem ausências com todos os funcionários, no entanto, quando isso começa a acontecer de forma repetitiva, acaba gerando descontentamento e insatisfação com toda a equipe. O colaborado não comprometido na maioria das vezes não percebe, mas está comprometendo seriamente a sua carreira.

O que a empresa pode fazer para mudar este cenário? Com certeza, o chefe não irá fazer o trabalho pelo empregado, porém, pode ajudá-lo em suas tarefas. Orientar sobre o que é mais importante, sempre oferecendo feedback. Auxiliando a entender o que é prioridade e o que pode ser prorrogado, deste modo, o colaborador tem confiança de que está fazendo o trabalho de maneira correta. Outra questão importante é delimitar até aonde vai a liberdade do funcionário, para estarem cientes de onde seu poder começa e termina, para não se preocuparem em invadir um setor que não lhe diz respeito ou tomar decisões que possam trazer consequências negativas. A empresa deve também ter sua rotina definida, pois cada vez mais, as equipes trabalham de maneira integrada e todos sentirão que seu trabalho interfere diretamente no negócio, gerando frutos e retorno direto para todas as partes envolvidas.

Pesquisas recentemente realizadas apontam que o grau de engajamento de uma pessoa pode ser observado através de um almoço de família no domingo. O que as pessoas comentam da empresa, da marca, dos serviços, dos colegas, da experiência de trabalhar na organização. Eventualmente um familiar que é super bem remunerado estará descendo a lenha na empresa. Ele está retido, não engajado.

O colaborador engajado legitima seu líder, compromete-se com os objetivos do grupo, fazendo seu trabalho bem feito e contribuindo para que o todo faça da melhor maneira possível. Ele quer ver os resultados acontecendo, de uma forma sustentável, acreditando que sua função é fundamental para o andamento do sistema. Deste modo, os resultados acontecerão e serão excelentes para ambas as partes.

 E você, está engajado?

Mentora de Coaches e Líderes, Master Coach Senior Behavioral Coaching Institute, Administradora de Empresas, MBA em Gestão de Pessoas e MBA em Gestão Empresarial pela FGV, Formação em Projetos – FGV, Especialista na metodologia BMG e BMY, Professora de cursos de Pós Graduação, Coach de Executivos com especializações em Business & Executive Coaching, Formação em Moderador de Grupos e Multiplicador de treinamentos. Possui mais de 5000 horas de atendimento a processos de coaching: Life, Carrer, Business e Executive. Já atuou em empresas nacionais e multinacionais.

0 comentário em “Você se considera um profissional engajado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: